Fórum Fairy Tail Magos

Fórum Fairy Tail Magos

O mundo mágico que você faz parte!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Menu de Navegação


Últimos assuntos
» [Ficha de Personagem] Noka Braun
por Noka Dom 15 Out 2017 - 2:37

» OIEEEEEEEEEEEEE
por Noka Dom 15 Out 2017 - 2:10

» NatsuDragneel Ficha De Personagem
por NatsuDragneel Qua 3 Jun 2015 - 10:33

» Pedido de tópico de técnicas
por Yusuke U. Qui 21 Maio 2015 - 12:24

» Missões de Andarilhos - Strongest Cafe
por Yusuke U. Ter 19 Maio 2015 - 20:57

» Sistema andarilho
por Albert Wesker Ter 19 Maio 2015 - 20:42

» [Ficha de Personagem] Yusuke Urameshi
por Albert Wesker Ter 19 Maio 2015 - 20:07

» [Técnicas]Akira Ito
por Akira Ito Dom 17 Maio 2015 - 1:30

» [Missão Rank D] Salvem suas Hortas -Kasmazel
por Kasmazel Sex 8 Maio 2015 - 19:14

» Ficha - Masato Lamperouge
por Shark Sex 8 Maio 2015 - 14:03

» Eternal Valley
por Albert Wesker Qui 7 Maio 2015 - 10:56

» Nota de Esclarecimento
por Albert Wesker Qui 7 Maio 2015 - 2:23

» Loja de pets
por Badass Qua 6 Maio 2015 - 12:06

» Parque do portão sul
por Skyler Seg 4 Maio 2015 - 19:23

» Arredores da Catedral
por Skyler Seg 4 Maio 2015 - 19:08

Player da Semana
Narrador da Semana
Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 21 em Sex 21 Fev 2014 - 17:44
Os membros mais ativos da semana
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Parceiros
Parceiros

Compartilhe | 
 

 [Completa e +18] Insanidade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Noka
avatar
ADMADM


Mensagens : 497
Data de inscrição : 15/04/2012
Idade : 22
Localização : Fairy World

Ficha de Personagem
Magia Principal: Magic Scythe
Guilda Atual: Phantom Lord
Level: 6

MensagemAssunto: [Completa e +18] Insanidade   Sab 17 Nov 2012 - 2:02

Insanidade.



Em um cenário paralelo, a guilda Fairy Tail está unida, bem. Todos os fantasmas de luta passaram, e a saúde e felicidade impregnam no ambiente. Porém, um velho tormento voltará: Acnologia. Destruindo a paz e o sossego, ele testará a vida e morte de todos. Nesse casos, entretanto, há uma mudança drástica.

Ele está na sua forma antiga, humana. Não deseja apenas matar os magos... Quer algo mais.

Um companheira. E esta, será:

Lucy.

ATENÇÃO: +18. Estupro, violência, sangue e morte. Ou seja, se for criancinha e facilmente surpreendido não leia, mor. (mesmo que não seja muito explícito)
ATENÇÃO DOIS: História sem fundamento, com uma ideia mais sem fundamento ainda, mas se não gostar ou gostar deixe um review. Quero saber se tenho problemas mentais -q
ATENÇÃO TRÊS: Eu morri de rir com essa história. Não sei se ficou grotesca demais ou se eu não dormi muito essa noite.




CHAPTER ONE:
Surpresa.

Olhando de fora, a guilda estaria completamente normal. Vozerios, gritos, risadas. Nada estranho na rotina dos magos de Fiore, que diariamente pareciam comemorar algo. Só que, neste certo dia a qual estou a narrar, algo estava alterado.

Um mago, não se sabia dizer, entrava no local. Seu corpo era bem formado e seu rosto bonito. Cabelos negros e olhos azuis escuros, gelados. Suas vestes eram escuras e ele parecia deveras fechado. Um novo mago, seria? Bom, não posso dizer ainda. Só o que tenho a informar é que essa pessoa, num certo tempo, parou no meio da guilda e pôs-se a admirar, estupefato, uma moça de belas proporções numa mesa próxima.

A mulher tinha seios fartos e cabelos loiros. Ria próxima de uma garotinha de cabelos azuis em marias chiquinhas altas. Parecia contente e acenou para um homem de cabelos estranhamente rosas que se aproximava. O homem sentou-se ao seu lado e colocou-se a postos para ouvir o que a tal garotinha tinha a falar.

Apenas a aproximação do tal homem fez a pessoa de olhos azuis corar. Não de surpresa, ou de amor: De raiva. Ciúmes.

Mas, por quê?

Todavia, o homem dirigiu-se até o bar, onde a tal de Mirajane limpava uns copos. Esta mulher sorriu educadamente para o homem, mas ele não viu. Estava de olhos baixos em direção as suas mãos. Apenas pediu um copo d'água em voz fraca e tentou, de todo custo, não olhar para os lados.

A água lhe foi posta, mas ele não bebeu. Depois de alguns segundos que passaram como horas, ele não conseguiu tentar não olhá-la. Encarou-a, vendo agora o que quebrou seu coração.

Ela abraçava o homem. Não era carinhosamente, mas sim como se tentasse estrangulá-lo, mas aquilo não importava para a pessoa sentada no balcão. A raiva surgiu em suas veias, e não pode ser controlada. E nem queria ser. Os punhos do homem se fecharam, e num segundo eterno, o local todo estava impregnado por uma áurea maligna.

Momentos depois, ela explodiu, levando tudo consigo.


A loira acordou com seu corpo ardendo de dor, e custou muito de seu esforço conseguir abrir os olhos. Quando fez, viu o que lhe deixou sem ar: Estava de frente para as ruínas da guilda Fairy Tail, onde corpos e mais corpos, sem poder dizer com vida, estavam postos por todo canto. Sangue, vermelho sangue, espirrava nos entulhos.

Entorpecida e confusa, e sem perceber que estava a ser carregada nos ombros ela parou de pensar. Apenas encarou a sua frente, e minutos depois perdeu a consciência novamente.


O homem deixou o corpo da mulher carinhosamente numa cama, e envolveu-a em lençóis. O rosto desse homem estava inchado de alegria, e pode-se dizer amor. Olhava o semblante pálido e cansado da mulher como o mais belo dos quadros.

Sentou-se de lado para ela. Acariciou seu rosto com seus dedos calejados e demoradamente depositou um beijo em sua bochecha. Despenteou com carinho os fios loiros e sentiu uma vontade imensa de poder abraçá-la. Mas ela estava com o corpo dolorido, pois também fora pega na explosão. Qualquer contato podia machucá-la, ele pensou. Então, abandonou seu desejo e retirou sua mão, ficando de costas para ela e observando o teto, perdido em pensamentos.




CHAPTER TWO:
Desespero.

Natsu Dragneel quase morrera. Incrivelmente, talvez por parte de seu corpo ser de dragão, ele conseguiu levantar-se daquela zoeira provocada por sei lá quem e pôs-se de pé. Olhou em volta, chocado, e viu parte de seus companheiros jogados por aí. Viu Erza Scarlet derrotada, enfim, de barriga para o chão e o ordinavel Gray, só de cuecas, respirando com dificuldade a alguns passos.

Natsu sem pensar duas vezes foi até ele. Puxou-o, com uma delicadeza estranha e colocou-o sentado, observando seus estragos. Felizmente, o Fullbuster só estava ferido superficialmente, e seu estado deplorável era custo de sua surpresa tomada pelo ataque. Ele praguejou sem interrupções por um longo tempo, onde tentou, com todo o custo, não olhar a cena triste que estava em sua volta.

Natsu, porém, deixou escorrer lágrimas de dor quando não pôde deixar de visualizar seus companheiros tão queridos mortos. Pelo que parecia, apenas ele e Gray estavam vivos.

Foi então que percebeu a ausência de alguém. Lucy. Não encontrava-se em lugar nenhum, e ele não achava que podia ter escapado. Ela estava ao seu lado quando tudo acontecera e ela jamais abandonaria seus companheiros numa situação como aquela.

Onde estaria? Fora pega?

E quem, por tudo o que era mais sagrado, fizera essa destruição toda?


Quando Lucy acordou ela estava um pouco melhor. Mas seu estado de espírito piorou quando viu, bem próximo de si, as costas de um homem. E caiu drasticamente quando olhou em volta: Estava num quarto apertado, numa cama de solteiro e longe da guilda.

Fora pega. Sequestrada. Aquele homem não poderia ter a salvado, porque certamente a levaria à algum enfermeiro ou hospital, e ela estaria junto de seus companheiros, sendo medicada. Não, ele fora o causador daquele caos. Ele destruiu a guilda, e a pegou. Ela apenas não entendia o porquê disso.

Havia de sair dali. Agora. Aquele maníaco psicopata poderia a matar a qualquer hora.

Sem pensar, apenas levada pelo desespero insano de escapar dali ela pulou da cama e correu. Por sua vida, pelo bem de todos. Aquele súbito movimento acordou o homem, que levou apenas alguns milésimos de segundo para perceber o que ocorria. Ele pegou Lucy pelo pé e ela caiu, com um estrondo, no chão.

- ME SOLTE!

Ela berrou, insana, e chutou o rosto do homem, que a largou de imediato. Se colocou de em pé e recomeçar a andar, com passos pesados, em direção a porta que ela abriu de imediato. Saiu pelo corredor e não parou de correr até chegar numa porta trancada, onde começou a bater descontroladamente com os punhos, fazendo-os sangrar, na inútil tentativa de sair dali.

Então, alguém a abraçou pela cintura, por atrás. Outro braço passou por seu pescoço, e o hálito quente do homem chegou até ele. Aproximando sua boca do ouvida da mulher, ele disse:

- Não há como escapar de mim. E, tentando sair, você foi uma garota malvada. E garotas malvadas há de serem punidas.

E, no choque da mulher, ela foi arrastada, pela cintura de volta na cama, onde foi jogada sem delicadeza. O homem se colocou em cima dela, e num só gesto, rasgou sua blusa.

E Lucy gritou, gritou, até sua voz se esvair e sua garganta queimar. Porém, daquela vez, ninguém veio lhe socorrer.




CHAPTER THREE:
Contusão.

Lucy apenas olhava fixamente para o teto sem expressão ou sentimento. Seu braço estava sendo acariciado pelo homem ao seu lado, que sorria amavelmente. Ele depositou um beijo nos lábios frios dela e abraçou-a, tomado de amor.

- Desculpe por ontem. Fui tão impróprio! Mas sei que jamais iria lhe machucar, e provavelmente nem te machuquei. Mas prometo, nunca farei mais nada contra sua vontade!

Enquanto ele afagava os cabelos loiros dela, os olhos de Lucy desceram para os lençóis ensanguentados onde ela estava deitada.


Natsu e Gray eram a mistura de ódio e frieza. Buscavam pistas por todo lado da companheira, mas sempre saíam frustados pela falta dessas. Não comiam ou dormiam, estava apenas focados no encontro da garota. Era tudo o que lhes restava, agora, sem serem si próprios.


Dias passados, eles estavam a frente de um apartamento sujo e mal cuidado. O último local. Se não fosse ali, eles morreriam de fome ou apenas de falta de esperanças.

Entraram sem problemas. Porém, no fim de um corredor, estacaram. Ouviram barulhos inconfundíveis, que fizeram a mascara de frieza dos dois caírem, deixando-os desconfortáveis e corados.

Duas pessoas estavam transando, sem sombra de dúvidas. E foi nesse pensamento que os dois magos arregalaram os olhos. Correram para o local e quebraram a porta.

Nesse momento, um machado atravessou o local. Pegou na perna de Gray, a decepando. Ele caiu no chão, sem voz pela terrível surpresa e desmaiou.

- Apenas uma contusão, creio eu. - o homem deitado na cama disse.

Natsu viu, então, o corpo nú de Lucy deitado, inchado assim como seu rosto, donde caíam lágrimas interruptas.

O baque no coração do homem foi tanto que ele nada vez, apenas observou o outro homem levantar-se, irritado e pegar o machado de volta.

Então, os olhos do dragon slayer de fogo foram tomados do mais puro e terrível ódio que um humano possa sentir.



CHAPTER FOUR:
Mágoa.

O rugido do dragão de fogo não surtiu efeito no homem. O fogo foi rapidamente dissipado por apenas um aceno desse e ele levantou o machado, num golpe certeiro, visando cortar outra perna alheia.

Natsu puxou-a a tempo. Acertou sua perna cheia de fogo no pescoço do homem, mas novamente não houve nada. Preocupado, Natsu pulou para trás e encheu seus braços de fogo, fazendo as asas do dragão de fogo entrelaçarem o corpo do homem.

O machado cortou-as. A ponta do objeto girou no ar, em milésimos, e um com baque nauseante acertou a garganta de Natsu.

Sua cabeça caiu no chão.

Lucy se levantou da cama e nem se preocupou em vestir-se. Foi até Gray e pegou sua cabeça nos braços. Assim, ele acordou, e olhou-a suplicante. As lágrimas ainda caíam dos olhos castanhos dela, e foi com um terror horrível que ela viu os olhos do mago fecharem-se novamente, agora para sempre.

Deixou-o deitado e levantou-se. Olhou para Acnologia sem expressão, e esse lhe olhou parecendo assustado.

Não havia nada, absolutamente nada nos orbes da mulher.

- Você vai me matar?

Ela indagou, olhando-o ainda, fixamente. Ele sentiu-se desconfortável e chateado com a pergunta.

- Claro que não! Eu te amo.

Ela riu, um som seco e repugnante.

- Não parece. Você matou-os, e eles eram importantes para mim. Você quase matou-me, e isso não é uma atitude de quem ama. Você não deve sentir nada por mim...

O homem caiu de joelhos, deixando brotar lágrimas de seus olhos.

- Eu sinto muito, muito... - ele encarou o chão, chocado - Não pensei nisso... Talvez meus séculos como dragão tenham-me tirado a percepção de amizade que uma pessoa pode sentir...

Lucy não disse nada. Apenas calou-se para tudo aquilo, para sempre.



CHAPTER FIVE:
...

Estava casados. Moravam numa bela casa no centro de uma movimentada cidade, e nesse momento, faziam o que qualquer casal faria.

Passados minutos daquilo, Lucy envolveu-o em seus braços. Puxou a cabeleira escura dele contra seu seios nus e sorriu.

Ele, então, sorriu de volta e abraçou-a pela cintura.

E olhando para cima, novamente para o teto, um sorriso surgiu do rosto da garota, que finalmente, depois de tudo aquilo que passara nesses anos, chegara ao seu ponto máximo.

Ela estava feliz, sim. A felicidade que a loucura e insanidade de tudo aquilo lhe proporcionava.

Enlouquecera.



Fim .-.
uma linda história de amor by Patrícia


Voltar ao Topo Ir em baixo
Shark
avatar
ConselhoConselho


Mensagens : 2388
Data de inscrição : 05/12/2011
Idade : 23

Ficha de Personagem
Magia Principal: Water Magic
Guilda Atual: Nenhuma
Level: 11

MensagemAssunto: Re: [Completa e +18] Insanidade   Sab 17 Nov 2012 - 11:48

Estão todos mortos, a Fairy Tail .-.

Happy :chorando:
Voltar ao Topo Ir em baixo
 

[Completa e +18] Insanidade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Fairy Tail Magos :: Off Tópic :: Off-Topic :: Fan Fics-